RSS
YouTube
Facebook
Twitter
NOTÍCIAS

24.01.18   |   Julgamento do Lula em Porto Alegre

Lula: \"Qualquer que seja resultado, seguirei lutando pra que o povo tenha dignidade\"

Mídia Ninja

http://ftmrs.org.br/images/201801241251360.jpg

"Qualquer que seja o resultado, eu continuarei lutando para que as pessoas tenham respeito e dignidade", afirmou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em seu pronunciamento na Esquina Democrática, em Porto Alegre (RS), na noite desta segunda-feira (23). O ex-presidente marcou presença em um ato que reuniu, de acordo com dados da Frente Brasil Popular, organizadora do evento, cerca de 70 mil pessoas em defesa de democracia e de sua candidatura às eleições deste ano.

Do alto de um carro de som, Lula agradeceu a presença das milhares de pessoas que viajaram até Porto Alegre vindas de diferentes partes do país, para as manifestações, debates e ações em apoio ao ex-mandatário, que acontecem desde a segunda-feira (22).

Amanhã (24), o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) julgará em segunda instância o recurso do ex-presidente referente ao processo do triplex, no âmbito da Operação Lava Jato.

Em sua fala no ato, Lula expôs também sua preocupação com o viés político da decisão do juiz Sergio Moro, que o condenou a nove anos e seis meses de prisão, em julho de 2017. "Quem vai votar deve se ater aos autos do processo, e não às convicções políticas", afirmou.

Além do ex-presidente, outros nomes compareceram ao ato, como o integrante da coordenação do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) João Pedro Stedile, a presidenta do Partido dos Trabalhadores (PT), Gleisi Hoffmann, o cantor Chico César, a deputada estadual e presidenciável Manuela d'Ávila (PCdoB-RS), e a ex-presidenta Dilma Rousseff.

Ovacionada pelos manifestantes, Dilma afirmou que está otimista com o resultado do julgamento de amanhã. 'Ao condenar Lula, eles mostraram sua verdadeira face: são inimigos do povo brasileiro. Mas nós temos a esperança de que o TRF4 reconheça que o Brasil precisa de uma Justiça que não promova perseguição", disse.

Já Stedile, em sua fala, destacou que os movimentos populares continuarão mobilizados na luta contra o golpe, independentemente da decisão do tribunal. "Estamos no vestiário preparando a nossa tática para derrotar o time da burguesia. Não importa se é 3 a 0; 2 a 1 ou 7 a 1. Não há justificativa para a condenação. Os militantes da Frente Brasil Popular não permitiremos que Lula seja preso", afirmou.

Os manifestantes dos movimentos estão organizando uma vigília e ato público em frente ao TRF4 durante o julgamento de amanhã, que terá início às 8h. A Frente Brasil Popular também está convocando atos para diversas capitais brasileiras neste dia 24.

Fonte: Brasil de Fato

Sindicatos filiados
Boletim informativo. Cadastre-se!
Redes sociais e Feed
RSS
YouTube
Facebook
Twitter
Abrir
Rua Voluntários da Pátria, 595, 10° andar, sala 1007
Centro - Porto Alegre - RS
51 3085.7513 - 3228.4877 - 3228.4821 - 9976.3954
ftmrs@ftmrs.org.br

Mapa de localização
© Copyright 2018 Federação dos Trabalhadores Metalúrgicos RS     |     Desenvolvido por Desize