RSS
YouTube
Facebook
Twitter
NOTÍCIAS

16.04.18   |   Sindicatos 2018

Nova direção do Sindicato dos Metalúrgicos de São Leopoldo e Região toma posse e reafirma compromisso com a categoria

http://ftmrs.org.br/images/201804161235420.jpg

Numa cerimônia que destacou a necessidade de lutar pela liberdade do ex-presidente Lula e a resistência aos ataques à classe trabalhadora oriundos do golpe, a posse da nova direção do Sindicato dos Metalúrgicos de São Leopoldo e Região (STIMMMESL) lotou o ginásio Bigornão, na noite de sábado (14).

Destacando a história do Sindicato que é referência no município, o prefeito de São Leopoldo, Ary Vanazzi, afirmou que a direção empossada “faz a luta que deve ser feita”. “Temos nesta entidade, homens e mulheres, que estão nas ruas lutando contra esse retrocesso, fruto do golpe, que está levando o país a maior crise econômica da história”, disse.

 O deputado estadual, Nelsinho Metalúrgico, salientou que o “momento é muito feliz, de festividade, de posse de uma direção que faz a defesa dos trabalhadores”. De acordo com o parlamentar, é obrigação de todos estar na linha de frente na luta por Lula Livre. “Para que a Reforma Trabalhista não seja implantada, para que não retirem os nossos direitos, para que não aprovem a maldita reforma da Previdência e em respeito à democracia”, enfatizou o deputado.

 “Há muito tempo nós estávamos nas portas das fábricas, denunciando o golpe e nos acusavam de estarmos defendendo um partido”, lembrou o diretor da Federação dos Metalúrgicos do RS, Lírio Segalla. “Hoje, todos já perceberam que eles querem acabar com tudo que atrapalhe os planos dos golpistas. Porque somos nós, trabalhadores junto com Lula, que lutamos por dignidade para o Brasil”, defendeu.

 Para o secretário geral da Confederação Nacional dos Metalúrgicos (CNM/CUT) e diretor do STIMMMESL, Loricardo de Oliveira lembrou as duas visitas do Lula na entidade “esse ginásio ficou lotado”, contou. “A direção que assume hoje tem desafios imensos no próximo período, como lutar por liberdade para o Lula, pois essa é uma batalha por direitos e sonhos. E depois, temos a campanha salarial que será muito difícil devido ao contexto que vivemos, será preciso distribuir renda. Não serão lutas fáceis, mas não temos medo de lutar”, encerrou.

 O presidente da CUT-RS, Claudir Nespolo, empossou a nova direção e afirmou que “os novos dirigentes lutam por direitos, por uma melhor campanha salarial e por um futuro melhor”. Sobre a prisão do ex-presidente Lula, Claudir explicou que “só dá sentido defender o Lula e a sua liberdade se todos compreenderem que os mesmos que fizeram a reforma trabalhista, os partidos, o judiciário e a mídia, são os mesmos que prenderam o Lula. E são os mesmos que tentaram acabar com a aposentadoria e o futuro do Brasil, tirando da jogada o único que pode colocar as coisas no lugar. Isso precisa ser compreendido e divulgado”.

 Em seu primeiro discurso, o presidente reeleito Valmir Lodi, o Sabugo, falou da responsabilidade que é ser dirigente sindical. “Muitas vezes deixamos nossas famílias, com os filhos doentes ou em momentos de festividades, para cuidar da nossa categoria. Vamos para as portas de fábricas nas madrugadas lutar por melhores condições de trabalho, nos somamos a luta de outras categorias”, destacou ele.

 Segundo Valmir, ninguém que entra na direção é por causa da estabilidade. “Todos temos muita responsabilidade. Encaramos uma campanha eleitoral árdua, com chapa de oposição, e nos próximos anos teremos campanhas salariais difíceis”, disse. O dirigente ressaltou ainda o compromisso de melhorar as condições de trabalho dos metalúrgicos e metalúrgicas da região. “Além de denunciar a prisão do companheiro Lula, defender a nossa democracia e o futuro do país. Lula revogaria a reforma Trabalhista”, encerrou.

 Homenagens – Elias Tramontin, Ademir Maia Coito, José Jesus, José Luis Chiaramonte, João Brum e Alfeu Tramontin Fontana, dirigentes que estão se despedindo da gestão sindical receberam homenagens pelo trabalho e dedicação ao longo dos anos.

 A cerimônia encerrou aos gritos de “Lula Livre”. Após, foi servido um coquetel e as bandas Tok Legal e Canhonaço animaram a festa.

 A direção empossada venceu as eleições, realizada nos dias 17 e 18 de janeiro, com 70% dos votos e estará à frente do Sindicato até 2022.

 Fonte: STIMMMMESL

Sindicatos filiados
Boletim informativo. Cadastre-se!
Redes sociais e Feed
RSS
YouTube
Facebook
Twitter
Abrir
Rua Voluntários da Pátria, 595, 10° andar, sala 1007
Centro - Porto Alegre - RS
51 3085.7513 - 3228.4877 - 3228.4821 - 9976.3954
ftmrs@ftmrs.org.br

Mapa de localização
© Copyright 2018 Federação dos Trabalhadores Metalúrgicos RS     |     Desenvolvido por Desize